Cheguei em Bali com o coração aberto, pronta para vivenciar, aprender e guardar tudo ♥.

O lugar é REALMENTE especial, a energia está presente em cada canto da Ilha, um povo de uma crença e fé enorme, sorriso fácil, crianças nos observam e sorriem a todo instante.

O transito, incontáveis motos, pouquíssimos semáforos, há todo momento parece que vai dar tudo errado! E por mais louco e esquisito, tudo flui!

Arquitetura de deixar a gente de queixo caído, a gente consegue ver amor, em cada porta esculpida na madeira.

Em cada casa e estabelecimento tem um espaço reservado para as oferendas. Diariamente, todos os balineses preparam oferendas em agradecimento aos seus deuses. As oferendas, chamadas de canang sari, são feitas com flores nativas e folhas de bananeira. Muitas vezes contêm doces, dinheiro e cigarros, elas estão por toda parte, no painel dos carros, nos templos, nas calçadas inclusive já perdi perdão, pisei em algumas sem querer.

Bali tem várias opções de restaurantes, cuidado com a pimenta! Eles gostam BASTANTE!

Vou mostrar e contar pra vocês por onde passamos.

Chegamos e nos instalamos em Bingin, gostei bastante de bingin. Fica pertinho de Uluwatu, e achamos mais tranquilo, sossegado.

Já contei sobre a casa no post anterior, mas pra quem não leu, alugamos essa casa pelo Airbnb, e pra nós, foi uma ótima escolha!

 

Primeira coisa que fizemos foi alugar as motos e partir para a primeira praia.

Bingin Beach – Descemos algumas escadas, já avistamos as esquerdas rolando. Eu não surfei em bingin, não me senti confortável na maré seca e um cowd monstro. Preferi ficar na areia e curtir o visu, pra falar a verdade a faixa de areia é pequena, existe muitas pedras.

A onda sobe sempre em um local, por isso quando esta crowd é um pouco difícil.

 

 

Dreamland Beach – O acesso de moto é tranquilo, chegando a praia conseguimos ter uma visão ampla conforma a foto abaixo. Conseguíamos ver as ondas de Bingin rolando.

Dreamland tem um paredão de pedras, quando chegamos na maré cheia, tem alguns quebra coco (ondas na beira), nós surfamos mas a onda estava bem gooorda!

Lá tem um beach club, e quando chegamos na praia tinha MUITOS chineses se divertindo com as ondas grandes quebrando na areia. Se não tomarem cuidado, é uma praia complicada para quem não sabe nadar, mas notamos em todos os lugares que os chineses não estão muito preocupados com o perigo, eles querem é se divertir.

 

Balangan Beach – Ah Balangan, uma relação de amor e ódio. Conto já.

Para chegar em Balangan é preciso entrar em uma espécie de condomínio fechado, uma área pavimentada, super organizada.

Existem duas entradas para a praia. Em uma dessas opções dá nesse mirante MARA.

Podemos ver as ondas tirar umas fotos e descer para a praia. Na praia existem vários e vários ‘’warungs’’ (bares) com comidas locais, ou lanches e claro muita bintang!

Surfei em balangan, é uma esquerda rápida, sempre pra frente. Surfando consegui ver vários peixes coloridos, algumas águas vivas me acertaram (eu tenho ALERGIA) e ao sair do mar machuquei meu pé na pedra. Fora isso eu amei kkkkk!

Os meninos pegaram altas ondas!

Entre uma praia e outra tinha um local que eu queria conhecer, o Bukit Café. Os pratos são bem servidos, muita coisa gostosa. Comemos lá diversas vezes, mas um dia em especial já tarde, a casa cheia, nosso prato demorou quase 2 horas. Então recomendo ir se não tiver muito lotado.

Keramas Beach – Optamos ir para Keramas sempre de carro, fica um pouco mais distante. Praia da areia preta e brilhosa! Uma bancada rasa, muitos tubos pros meninos. A praia tem um bar a beira mar e o Komune Resort, que disponibiliza serviços de praia, bem confortável. Pagamos 600k, esse valor é revertido para consumo e o lugar dispõe de uma boa estrutura.

A vista é linda de frente para a Ilha de Nusa Lembongan!

Várias mulheres trabalham em Keramas na maré seca, catando essa pedrinha preta. Ela é usada como mosaico em pisos, paredes…

 

Em Uluwatu entre um final de tarde e outro fomos ao Single Fin. Quem for para Bali não pode deixar de ir, a entrada é gratuita, só paga o que consumir. O pôr-do-sol é SENSACIONAL!

Claro, muitas BINTANGS, ainda bem que eu moro do outro lado do mundo. Eu amei essa cerveja, e olha que eu nem bebo;

Green Bowl Beach – Essa praia ganhou meu coração. Nunca tinha ouvido falar, e foi uma indicação de uma amiga. Fomos de carro, acesso tranquilo para chegar, ressaltando,  apenas para chegar até o local. Para descer até a praia você precisa descer 400 degraus! E vale MUITO APENA.

Praia de areia branquinha, mar azul, cheia de conchinhas e pedras. Visual lindo! Uma das minhas preferidas.

 

Padang-Padang Beach –  Você é recepcionado por macacos! Primeiro pagamos em torno de 20k para entrar na praia.

Todas as vezes que fomos tinham vários macacos, para descer para praia é um caminho estreito de escadas e pedras. Caso tenha alguma sacola na mão segure firme, certamente algum macaco tentará rouba-la!

Padang-Padang é linda, exploramos um pouco de SUP, foi beeem legal! Fomos em um dia de  ondas bem pequenas!

Curtimos muito a praia, arriamos com os macacos que comiam até pirulito!

Conhecemos também a Padang, que não rola onda, é super tranquila.

Uluwatu Beach – Nem precisa falar o quanto é linda né, chegamos na maré bem seca, dia de lua cheia.

Uluwatu é linda, é preciso descer algumas escadas, passar por algumas lojas, mais um pouquinho de escada e chegamos.

 

 

TEMPLO

O templo de Uluwatu tem uma vista linda, o pôr-do-sol dos deuses! Assistimos a cerimônia e vale apena! Uma imersão na cultura local.

Ubud

Aaaaah Ubud, tão pouco tempo! Ubud merece pelo menos 2 dias, tem muita coisa para ser vista! Santuário de Macaco, o café mais caro do mundo, campo de arroz, incontáveis lojas para compras! Sem falar das cachoeiras e templos.

 

 

 

Canggu

A pronúncia em português é ‘’changu’’. Nosso querido amigo Whito é local de lá e não podíamos deixar de conhecer!

Canggu é muito charmosa, com várias opções de restaurantes e lojas, praia de areia preta com vários warungs a beira mar.

Achamos um local para comprar pratas e algumas bugingangas.

 

Kuta

Pra falar a verdade Kuta foi o local que ‘’menos’’  gostei. É desenvolvido, muitos prédios a beira mar, esgoto a céu aberto entrando no mar. Muita muita muita loja, muito transito.

(não achei fotos)

No próximo post falo sobre alguns lugares MUITO ESPECIAIS, Nusa Lembongan, Nusa Penida e Nusa Ceningan ♥

Nusa´s, eu VOLTO!

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *