SURF | Quando e Onde começou..

Ando meio sumida daqui né, mas voltei pra falar de um assunto que volta e meia tem alguém me perguntando, sobre o surf. Sempre recebo perguntas de como e quando eu aprendi. Então vou falar da minha relação com esse esporte que eu amo!

1069868_401124953340995_1947925394_n

Foto 16-06-13 10 51 29

Tudo começou quando eu tinha 14 anos, meu irmão me deu minha primeira prancha. Na época eu andava de skate com algumas amigas e surgiu essa paixão logo de cara pelo surf. O amor pelo mar vem de Família, meus pais sempre nos levava á praia quando criança.

Sempre fui curiosa e esportista, meio moleca. Tudo que aparecia eu queria fazer! Mas o Surf entrou na minha vida e ficou, sabe quando você se encontra? Pois é, ali no mar eu me vejo a pessoa mais feliz do mundo! E de fato, os melhores momentos da minha vida foram na água salgada.

1236051_419420011511489_276117716_nDepois que eu ganhei a prancha começou a saga para aprender. Nunca fui à escolinha, sempre foi com ajuda dos amigos. O legal que éramos em um grupo de mais ou menos  5 meninas começando… Uma dava força pra outra! Tenho MUITAS recordações e histórias pra contar!

Não foi fácil, demorou bastante dropar (ficar em pé) minha primeira onda.  Comecei com uma prancha pequena, era uma 5´10. O que atrasou minha evolução. Mas em momento nenhum pensei em desistir, depois da primeira, já era!

FOTOS RECENTES: 

DCIM100GOPROG0170818.

DCIM105GOPROG2050651.

DCIM166GOPROG0547796.

Depois de algum tempo com a pranchinha já velha (o melhor jeito de aprender é em prancha velha mesmo!), veio então o momento marcante. Rs! Minha primeira prancha sob encomenda! Gente parece que foi ontem, eu tinha 15 anos… Pedi do jeitinho que eu queria a pintura as medidas! Foi lindo ..Rs! Tudo bem que as flores que eu havia pedido não eram essas (da foto abaixo) mas eu aprendi a gostar kkk e amei ela assim mesmo!

Sem título

2005

Primeira Surf Trip da vida - Itacaré

Primeira Surf Trip da vida – Itacaré 2006

As praias que rolavam ondas para surfar mais próximas da minha casa ficava em média 25km de distância.
Minha segunda casa se tornou Jacaraípe, na Serra ( Espírito Santo). Pra chegar lá era preciso pegar 2 ônibus, demorava em torno de 1 hora. Acordava cedinho, fazia chuva ou sol eu estava indo! E preciso ressaltar, foi onde fiz amigos e vivi momentos especiais!

Comecei a explorar os picos do ES e uma nova paixão surgiu. Praia D´Ulé. Assim que fiz 18 anos tirei a carteira de motorista e a praia D’Ulé era meu destino dos finais de semana!

Ulé

Ulé

 

Jaracaipe

Jaracaipe

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que me ajudou a evoluir no surf foi competir alguns campeonatos estaduais. Sou um pouco competitiva, gostava dessa adrenalina. Comecei com 16 anos, mas parei aos 18 porque comecei a trabalhar e ver o surf mais como um hobbie.

575663_184919394961553_1026893825_n

Babies

E também gostava de assistir filme de surf, em especial Momentum 3! Quando eu via Mick Fanning surfando, dava vontade de sair correndo pro mar hahaha!!

Alguns anos atrás algumas praias do Espírito Santo eram diferentes. Jacaraipe respirava surf, as ondas eram constantes. Era lindo de ver aquela galera curtindo o que o lugar proporcionava. (Hoje construíram um píer que a ondulação já não entra do mesmo jeito e a essência SURF do lugar se perdeu…)

Eu morava em Vitória, na praia de Camburi. Quando eu comecei a surfar a praia já era aterrada, construíram alguns pier’s. Não tem onda! Cresci escutando que em 1900 e antigamente rolava altas ondas.  Eu ainda tive o prazer de pegar algumas ressacas (alguns meses do ano o mar acordava agitado e as ondas apareciam). Sair do meu prédio em Vitória, ir andando até a praia de Camburi e poder surfar, era inacreditável. Eu amava poder viver aquilo! Em uma dessas ressacas, aconteceu um Campeonato Municipal. Competir em casa já era bom e ainda ser campeã, foi demais.

vix

Praia de Camburi – Campeonato Municipal

Depois de alguns anos o surf não esteve tão presente na minha vida como era antes, mas a ligação que eu tenho com esse esporte eu quero levar até ficar velhinha, passar para os meus filhos! (filhos, no plural.. prefiro não comentar).

DCIM102GOPROG1874549.

Foto 16-06-13 10 50 57

1470414_471168523003304_743305608_n

Impossível não se apaixonar por esse estilo de vida! Se permita viver isso. Se você tem vontade de aprender, APRENDA. Nunca é tarde. Hoje existem milhares de escolinhas espalhadas, diversas pranchas, cada uma pro seu tempo de surf e aquelas própria para começar. Garanto que a sensação de ficar em pé em cima de uma onda vai encher seu coração… é difícil explicar!
Eu tenho muita gratidão com aqueles que de alguma forma me ajudaram e me incentivaram!

DCIM100GOPROGOPR8930.

Bom é isso, espero que gostem! Se quiserem me perguntar algo é só deixar nos comentários 🙂

Vídeos:

.

Merrequinhas de hoje no nosso quintal @jechalaca ????⚓️????? #gopro #goprogirl #goprobr ? #FePaterliniVideos

A post shared by Fernanda Paterlini (@fepaterlini) on

.

.

O sol deu o ar da graça nessa manhã ??☀️?????? #gopro #goprobr #livinginparadise #portodegalinhas #fepaterlinivideos

A post shared by Fernanda Paterlini (@fepaterlini) on

2 respostas
  1. Sara Morais
    Sara Morais says:

    Êê matou a minha dúvida! 😀 Conheci seu blog/site, ontem enquanto rolava pelo instagram e adorei suas fotos, suas experiências, escrita e recomendações do que fazer em cada lugar. Eu tenho 17 anos, sou louca pra aprender a surfar, fico animada quando leio voce recomendando com força para quem tem vontade, aprender. Pena que pra mim só rola de aprender quando viajo (ainda não tive a oportunidade de aprender :/) pois onde moro, Brasília só temos o céu como mar mesmo kkkk. Beijaum e sucesso :*

    Responder
    • fepaterlini
      fepaterlini says:

      Oi Sara 🙂 Obrigada, amo ter esse feedback! Quando tiver oportunidade nas suas férias, e estiver em algum lugar com praia, não deixe de fazer a aula de surf! Garanto que será uma experiência incrível! Beijãaaao!

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *